História da Stella – Prólogo

Stella é uma mulher de trinta e quatro anos. Dedicada ao seu sucesso profissional, acreditava que sua realização e felicidade dependiam disso.  Envolvida em relacionamentos sem compromisso, acreditava que não era possível encontrar um bom homem que buscasse um relacionamento sério nos dias atuais. Mesmo tendo essa visão, intimamente ela desejava encontrar um verdadeiro amor. E mesmo sem esperanças de viver um grande amor, ela buscava chamar a atenção dos homens demonstrando e valorizando sua aparência física, seu sucesso profissional e sua independência financeira, em uma tentativa inconsciente e frustrada de encontrar esse verdadeiro amor. 

Sofria com crises de estresse e depressão, e já tinha lido alguns artigos que relacionavam estes sintomas com o uso de pílulas anticoncepcionais. Seria este, então, o mal do século, e ela teria de se conformar?!, afinal de contas, quem é que não usa pílula nos dias de hoje?!

Ao se questionar sobre o sentido de sua vida, Stella inicia, então, um caminho de busca pela sua essência e dignidade, passando por transformações interiores que refletem no seu exterior.

Em seu caminho por esta busca, surge alguém que lhe chama atenção: Pedro. Depois de construir uma imagem de que os homens eram superficiais e não valorizavam mulheres e relacionamentos, Pedro demonstrava valorizar aspectos e comportamentos que até ela mesma julgava impossível existir.

Aos poucos, Stella vai trilhando esse novo caminho, com o auxílio de Pedro, buscando compreender e solucionar os dilemas de sua vida.

Talvez você viva dilemas semelhantes aos dela, ou conheça alguém assim. Convido você a acompanhar essa caminhada de nossa ilustre personagem e, com ela, encontrar ou redescobrir sua essência de mulher.

Outros artigos:

2 Comentários

  1. Por meio da Deia conehci seu insta e com isso outros que veio me ajudando muito me chamo Andressa usei pílula por mais de 10 anos assim que conheci um pouco mais sobre o mob conversei com meu parceiro e decidimos juntos trilhar um novo caminho, nosso casamento já não ia bemas Deus como sempre arruma um jeitinho de sempre não resgatar para o seu caminho, já fomos misnitros da eucaristia já fui catequista e agora sinto um forte chá adorei de Deus para o educar dainha filha e futuros se assim Deus desejar.Continue incentivando mulheres a ter um melhor estilo de Vida!Paz e benção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *